sábado, 28 de abril de 2018

Torta de Ricota com Cebola

É uma torta salgada feita com massa de pão sem fermento, típica da região italiana de Puglia, ao sul. Pode ser feita só com farinha branca ou usando uma parte de farinha integral ou outro tipo qualquer. Admite múltiplas variações de recheio, mas o de cebola é o tradicional.



Ingredientes:

para a massa:

  • 250 g de farinha
  • 150 ml de água morna
  • 50 ml de azeite de oliva
  • sal a gosto
para o recheio: 

  • 250 g de ricota
  • 2 ovos
  • meia xícara de queijo ralado
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 2 cebolas médias
  • ervas a gosto
  • sal e pimenta a gosto




Numa tigela, misture a(s) farinha(s) o azeite e adicione a água aos poucos. Coloque o sal e mexa até o ponto de incorporar bem todos os ingredientes.  Eu usei farinha integral e branca misturadas. Nada de sovar!



Com tudo misturado e ainda grudento, envolva com um plástico e leve à geladeira por no mínimo 3 horas. Pode até ficar de um dia para o outro.



Corte as cebolas em meias-luas e refogue no azeite até que amoleçam e fiquem levemente douradas, sem queimar. Corte tudo da mesma espessura para cozinharem por igual.



Do meio para o fim acrescente sal e pimenta. Deixe esfriar para poder misturar com os outros ingredientes do recheio.



Misture a ricota, os ovos, o queijo ralado e as ervas. Eu escolhi alecrim, tomilho e manjerona. Qualquer uma vai bem.



Em seguida adicione a cebola refogada, já em temperatura ambiente. Misture tudo e se não for montar a torta naquele momento, pode guardar tampado na geladeira até o dia seguinte. Corrija o sal, dependendo da ricota e do queijo que usar.



Para abrir a massa ainda gelada, coloque bastante farinha na bancada e use um rolo. Divida a massa em 2 partes e abra 2 círculos mais para finos.



Unte sua forma com azeite e acomode um dos círculos de massa. Coloque o recheio, espalhando bem.



Cubra  com o outro círculo, faça um acabamento unindo as bordas dos 2 círculos, pincele com azeite e faça alguns furos na massa para que o vapor possa sair durante o cozimento. Pré-aqueça o forno a 180 graus e deixe assando por 30 minutos. Se a massa dourar muito cedo, diminua um pouco e observe. Se sobrar massa, guarde e faça pão de frigideira. É só abrir a massa do tamanho da frigideira e dourar lentamente dos 2 lados. Ou pode fazer uma pizza!



Tire do forno e da forma e deixe esfriar um pouco antes de cortar. Nos dias seguintes pode aquecer por fatias quando quiser.



Com uma salada e um suco serve de almoço ou jantar. Sozinha é um bom lanche no meio da tarde.
Pode substituir parte da ricota por batata amassada e acrescentar verduras mistas escaldadas e picadas bem fino, espremendo bem a água. Pode ainda fazer só com queijos ou com presunto, salame ou frango desfiado. Varie o recheio e as ervas e terá sempre um prato novo.


domingo, 8 de outubro de 2017

Feijões Mistos à Italiana

Boa alternativa àquele feijão preto de todo dia. Escolha os feijões que mais gostar. Escolhi fava, feijão branco, feijão manteiga e grão de bico. Nada de panela de pressão! Cozinhe com calma e antecedência. Para os vegetarianos é só não colocar a linguiça. 
Dedico esta receita à minha amiga Stella Daudt.


Ingredientes:

  • 500 g de feijões variados
  • 3 colheres de sopa de lentilha vermelha pequena (opcional)
  • 100 g de linguiça ou bacon (opcional)
  • 3 batatas médias
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola média
  • 1/4 de pimentão vermelho
  • 1 cenoura pequena
  • 1 talo de aipo
  • 2 folhas de louro
  • 1 rodela de gengibre
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 2 colheres de sopa de extrato de tomate
  • 1/2 copo de vinho branco seco (opcional)
  • manjerona, alecrim, sálvia e tomilho (à escolher!)
  • sal e pimenta a gosto




Coloque os feijões de molho na noite anterior. Coloque separados caso precise cozinhar um mais que os outros. Eles dobram de tamanho! Use a água para regar suas plantas!




Escolhi o paio (linguiça portuguesa defumada) mas pode ser a linguiça de sua preferência ou bacon.
Corte as fatias da linguiça e pique os vegetais.




Comece com o azeite e a linguiça e deixe dourar. Retire a linguiça, deixe a gordura e refogue os legumes por uns 5 minutos.




Coloque os feijões mais duros e  mexa por uns 5 a 10 minutos. No meu caso, coloquei primeiro a fava e o feijão branco. Adicione os outros e misture.




Esta é a hora das ervas e do extrato de tomate. Usei manjerona, tomilho e alecrim. Não tinha sálvia, o que é uma pena! Só com sálvia e alecrim já fica uma delícia. Coloque o extrato de tomate e mexa bem. Pique as ervas e coloque só a metade. A pimenta pode ir agora, mas nada de sal ainda. Mexa bem e quando estiver secando coloque o vinho branco e deixe evaporar o álcool por 5 minutos.




As batatas e as lentilhas ajudam a engrossar o caldo. Coloque e mexa bem. Se não encontrar dessa lentilha vermelha pode usar da comum. Ela vai sumir de qualquer modo depois do longo cozimento.




Já ia me esquecendo do gengibre e do louro! Eles são essenciais para prevenir daqueles gases desagradáveis que os feijões provocam... Agora sim cubra de água quente  ou caldo  (de legumes ou galinha) e cozinhe por ao menos 2 horas em fogo baixo e meio tampado. Olhe de vez em quando pra ver se precisa de mais água. 




Depois de 1 hora coloque um pouco de sal. Ao final das 2 horas coloque o restante das ervas e a linguiça. Deixe apurar um pouco mais com a panela aberta. Acerte o sal e a pimenta.




Com arroz e alguns legumes fica ótimo! Basta um fio de azeite por cima. Pode congelar em porções se quiser. Com 500 g de feijões rende um panelão! Aproveite!


sábado, 26 de agosto de 2017

Bolo de Abobrinha

É um bolo doce! Fica macio, gostoso e verdinho por dentro. E ainda fácil de fazer! Foi uma colega da piscina que me deu esta receita. Encontrei com ela na feira comprando justamente as abobrinhas! Obrigada Marluce!


Ingredientes:

  • 2 xícaras de abobrinha ralada
  • 2 xícaras de açúcar
  • 2 ovos
  • 100 ml de azeite de oliva
  • 2 xícaras de farinha
  • 1/2 xícara de nozes picadas
  • 1/2 xícara de passas brancas reidratadas
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de sobremesa de fermento para doce
  • raspa de meio limão
para a cobertura:

  • suco e raspa de meio limão
  • meia xícara de açúcar de confeiteiro 



Rale as abobrinhas no ralo grosso. Esprema o excesso de líquido e acrescente o açúcar. Mexa até o açúcar dissolver. Em seguida misture os ovos e o azeite. Se preferir pode usar azeite e manteiga derretida em partes iguais. Acho que fica melhor.



Reidrate as passas em água morna e quebre as nozes em tamanho menor. Antes de colocar as nozes e as passas na massa do bolo é preciso passá-las na farinha. Passe a farinha, o bicarbonato, o sal e o fermento por uma peneira e misture tudo à basa de abobrinha, açúcar, ovos e azeite  que já estava pronta. Se quiser pode substituir uma parte (1/3 ou 1/4) da farinha por amido de milho ou fécula de batata. Fica ainda mais leve.



Acrescente a raspa de meio limão, as nozes e as  passas enfarinhadas. Mexa delicadamente. Faça uma pasta com 1 colher de azeite, 1 colher de manteiga e 2 colheres de farinha e pincele a forma com ela. É uma ótima dica para untar formas e tabuleiros. Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus e deixe por 45 minutos. Retire e deixe esfriar antes de desenformar.



Para o glacê de limão, misture as raspas do limão com meia xícara de açúcar de confeiteiro e vá juntando o suco de limão até dar o ponto certo.



O bolo racha mesmo! Ele é muito macio. Deixe esfriar e cubra com o glacê de limão. Faz muito sucesso!



Veja como ficou bonito! Fiz para o meu aniversário e para o Dia dos Pais também. Bom apetite!



domingo, 7 de maio de 2017

Torta de Peixe com Batata e Abobrinha

É uma maneira diferente de comer o tradicional filé de peixe, principalmente se forem finos demais. Quando são muito finos, ficam ressecados rapidamente e precisam de uma cocção rápida e úmida. 


Ingredientes:

  • 1/2 Kg de filés de linguado
  • 1/2 Kg de batatas
  • 1 abobrinha grande (ou 2 pequenas)
  • 1 cebola média
  • 1/2 alho-poró
  • 1/2 xícara de farinha de rosca (pão tostado e ralado)
  • 1 colher de sopa de alcaparras
  • 1 colher de sopa de azeitonas pretas
  • ervas a gosto (tomilho, manjerona, manjericão, etc)
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 dente de alho pequeno
  • raspa de 1 limão
  • 2 colheres de sopa de vinho branco
  • sal e pimenta a gosto



Separe as batatas, a abobrinha, a cebola e o alho-poró. Descasque as batatas e corte em rodelas não muito finas; faça o mesmo com a abobrinha. corte a cebola e o alho-poró em rodelas ou meias luas.



Utilize uma panela de cozimento no vapor e comece com as batatas. Cozinhe por 10 minutos e acrescente a abobrinha, a cebola e o alho-poró. Deixe por mais 3 ou 4 minutos.



Comece a montagem do prato untando o fundo do pirex com azeite e cobrindo com uma camada de batatas. Regue com azeite, coloque sal e folhas de manjericão rasgadas na mão, pois assim elas não oxidam com facilidade.



Por cima das batatas, coloque cebola, alho-poró e em seguida uma camada de abobrinha. Sal, pimenta e mais ervas. Repita a operação até terminar com osvegetais.



Agora é a vez do peixe. Disponha os filés por cima dos legumes cobrindo por completo. Se for para o dia seguinte, tampe e guarde na geladeira neste momento. Se for para fazer na hora, pode colocar sal, pimenta e um fio de azeite por cima.



Separe os ingredientes da "farofinha": Farinha de rosca, alcaparras (lavadas e escorridas para retirar o excesso de sal), azeitonas, alho, limão e ervas. Pique bem as alcaparras, as azeitonas e as ervas. Rale o dente de alho e a casca do limão, evitando atingir a parte branca. Misture tudo na farinha de rosca e coloque 2 colheres de sopa de azeite e um pouco de pimenta. Cubra o peixe com a farofinha e pressione um pouco para que grude bem no peixe.  Coloque 2 colheres de vinho branco pelas bordas do pirex e leve ao forno médio pré-aquecido por 10 ou 15 minutos coberto com papel alumínio e outros 15 minutos descoberto para que a cobertura fique crocante. Se quiser usar o suco de limão, coloque depois de pronto e já no prato!



Basta uma saladinha e um pouco de arroz integral ou branco para acompanhar. Mude os legumes (cenoura, vagem, aspargos, etc) e as ervas e terá sempre um prato novo! Aprecie!


quarta-feira, 22 de março de 2017

Frango à Espanhola

É uma receita típica da região de Valencia na parte leste da Espanha, no Mediterrâneo. Leva açafrão, gemas de ovo cozidas e amêndoas no molho, que fica com uma cor amarelada muito bonita e muito solar!


Ingredientes:

  • 6 sobrecoxas de frango sem pele
  • 1 cebola
  • 1 dente de alho 
  • meio alho-poró
  • 3 ovos cozidos
  • meia xícara de amêndoas
  • meia xícara de pão dormido
  • 1 pitada de açafrão
  • meio copo de vinho branco
  • 2 xícaras de caldo de galinha (ou água)
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 2 colheres de sopa de salsa picada
  • sal e pimenta a gosto



Limpe bem o frango e ponha para dourar em 2 colheres de azeite. Separe os outros ingredientes e coloque os ovos para cozinhar,



Retire o frango já dourado e na mesma panela refogue em fogo brando a cebola, o alho e o alho-poró picados. A cebola vai primeiro; o alho e o alho-poró vão depois para não queimar.



Volte com o frango para a panela, mexa e deixe cozinhar um pouco. Coloque sal e pimenta a gosto.



Regue com a metade do vinho branco e quando tiver praticamente desaparecido coloque o caldo e cozinhe tampado por uns 15 minutos.


Enquanto isso, dissolva o açafrão no restante do vinho, separe as gemas dos ovos cozidos e com o auxílio de um processador forme uma pasta com as amêndoas, o pão, 1 colher de azeite e um pouco do caldo do cozimento do frango, se for necessário.  O resultado é uma pasta densa e amarela que será adicionada à panela para engrossar o caldo. Se quiser um tom de amarelo mais acentuado, acrescente 1 colher de sopa de cúrcuma em pó.



Coloque a pasta amarela na panela, mexa bem e deixe cozinhar por uns 5 minutos. Retire o frango e com o auxílio do mixer bata o molho até ficar homogêneo.



Devolva o frango à panela, misture bem ao molho e cozinhe mais 5 minutos em fogo baixo.



Para decorar, pique as claras cozidas que sobraram e a salsinha e coloque por cima do frango. Com um arroz branco, ervilhas refogadas e couve ficou uma delícia.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Lasanha de Cogumelos com Creme de Abóbora


No lugar do tradicional molho bechamel ou de tomate, utilizei um creme feito com abóbora. Admite inúmeras variações de recheio tanto de vegetais como de carnes. Minha amiga Valéria vinha almoçar e como ela não come carne resolvi fazer com cogumelos.


Ingredientes:

para o recheio de cogumelos:

  • 200 g de cogumelos
  • 2 colheres de sopa de cogumelos secos
  • 1 xícara de caldo de legumes ou água
  • 1 talo de aipo
  • 1 dente de alho
  • 1 cebola pequena 
  • meia cenoura
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • ervas a gosto
  • sal e pimenta a gosto
para o creme de abóbora:

  • 1/2 Kg de abóbora
  • 1 batata (ou inhame ou batata doce)
  • 1 dente de alho
  •  meia cebola
  • 1 rodela de gengibre
  • 1 talo de manjericão
  • 1 colher de sopa de azeite
  • sal e pimenta a gosto
para a montagem:

  • 350 g de massa para lasanha
  • 200 g de queijo ralado
  •  2 colheres de sopa de manteiga
  • 2 colheres de sopa de farinha de rosca caseira






Escolha a abóbora de sua preferência. Umas são mais doces do que outras. Descasque a abóbora e a batata, corte em cubos e acrescente ao refogado de alho, cebola e gengibre. Acrescente um pouco de água só para que a abóbora não grude na panela. O manjericão, o sal e a pimenta vão no fim do cozimento.



Quando estiver macia, passe a abóbora no mixer ou no liquidificador. Coloque apenas o necessário da água do cozimento para que o creme não fique muito ralo. Reserve.




Selecione os legumes do refogado para os cogumelos, descasque e corte em cubos. Coloque tudo no processador até obter uma pasta. Se quiser pode cortar tudo em cubos pequenos.



Limpe os cogumelos com papel toalha ou um  pano seco para tirar alguma terra ou poeira. Corte em fatias grandes. Coloque os cogumelos secos em água morna para reidratar.



Comece a refogar os legumes triturados em 2 colheres de azeite. Mantenha o fogo baixo e mexa até que comece a soltar o aroma. Aumente o fogo e coloque os cogumelos. Mexa e deixe cozinhar por alguns minutos.



Acrescente os cogumelos secos reidratados e picados e um pouco da água onde repousaram. Coloque com cuidado para não entrar nenhuma terra na preparação! Acrescente um pouco de caldo e abaixe o fogo. Coloque sal e pimenta a gosto. Tampe e deixe cozinhar por uns minutos.




Selecione as ervas que quiser. Tomilho e alecrim vão muito bem e podem ser colocados no início da preparação. Salsa, cebolinha e manjericão também combinam mas têm que ser colocados no final. Reserve e deixe esfriar.



Escolhi lasanha integral mas pode ser qualquer uma. Passe cada folha da lasanha por 30 segundos em água fervendo, retire e coloque em água fria.



Seque as folhas de lasanha em um pano limpo. Não demore muito para fazer a montagem para que não ressequem demais.



No fundo do pirex coloque um pouco do caldo dos cogumelos e uma camada fina do creme de abóbora.  Em seguida uma camada de massa.



Sobre a massa coloque uma generosa camada de creme, em seguida uma de cogumelos e depois o queijo ralado. Repita a sequência: massa - creme - cogumelos - queijo quantas vezes desejar terminando com a massa. Consegui fazer 5 camadas.




Depois da última camada de massa coloque mais um pouco do creme e em seguida o queijo restante misturado com a farinha de rosca. Coloque uns pedaços de manteiga por cima e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus (médio) por 25 a 30 minutos.





O almoço foi um sucesso! Só precisou de uma saladinha e pronto! Bom apetite!