sábado, 1 de setembro de 2018

Cuscuz de Couve-Flor à Moda Árabe

Usando a couve-flor processada no lugar do cuscuz propriamente dito, obtém-se um prato leve, vegano e sem glúten. O toque árabe vem do uso equilibrado da pimenta síria, da canela e da hortelã. 


Ingredientes:

  • 1 couve-flor
  • 1 abobrinha média
  • meia cebola roxa
  • meio pimentão vermelho
  • 1 dente de alho
  • 1 xícara de frutas secas (damasco, ameixa, figo, tâmara ou uva passa)
  • 1 xícara de hortelã e cebolinha
  •  meia colher de sopa de pimenta síria (ou pimenta da Jamaica)
  • meia colher de chá de canela em pó
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • raspa e suco de meio limão




Lave e seque bem a couve-flor. Separe os raminhos dos caules e bata no processador separadamente e na função "pulse". Caules e flores têm consistências diferentes. Não bata muito!




Pique bem o alho, a cebola e o pimentão. Pode colocar mais alho se quiser, mantendo o equilíbrio entre os três.



Eu usei damasco ácido, ameixa e figo. O damasco estava um pouco duro, então deixei de molho uns minutos em água morna para amaciar. Pique as frutas e reserve.




Escolha uma abobrinha bem firme e bem verdinha. Pique em cubinhos e passe numa frigideira seca para retiras o excesso de umidade e deixá-la mais crocante. Já pode colocar sal e pimenta nessa etapa.




Refogue o pimentão, a cebola e o alho no azeite. Pode colocar também a parte branca da cebolinha e algumas folhinhas de hortelã para que os sabores comecem a se definir. Coloque em seguida as frutas secas e mexa. Abaixe o fogo para não grudar na frigideira. Coloque sal, pimenta e a metade da pimenta síria e da canela em pó. Corrija os sabores no final.




Acrescente os caules processados, mexa e depois acrescente as flores processadas. Mexa um pouco e desligue o fogo.



Com o fogo desligado, acrescente a abobrinha, a cebolinha e a hortelã picadas. Junte as raspas e o suco de limão e mexa. Prove e verifique se precisa mais canela, sal ou pimenta síria. São sabores muito forte que desequilibram facilmente o prato , principalmente a canela! Quando ela domina, faz lembrar do mingau de maizena da vovó!




Cuscuz pronto, é só alegria! Uma salada de tomate e pepino em cubos com cebola picadinha e hortelã, temperada com limão, azeite e sal acompanha muito bem. Para os não-vegetarianos, um bom bife cai bem também! Aproveitem!




sábado, 25 de agosto de 2018

Quiabo, Jiló e Maxixe ao Forno

Não é em todo lugar que se acha estes legumes. Se achar, faça! Fica muito bom e mesmo quem não come esses legumes refogados acaba gostando!



Ingredientes:

  • 250 g de quiabo
  • 250 g de maxixe
  • 250 g de jiló
  • sal e pimenta a gosto
  • 1 colher de sopa de tomilho, alecrim ou mangerona
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva




Lave os legumes e seque bem com um pano limpo. Precisa secar principalmente o quiabo ( aquele compridinho); do contrário ele solta uma baba... O jiló é o liso e o maxixe é espinhento...


Corte o quiabo ao meio no sentido co comprimento, o jiló e o maxixe em lâminas não muito finas para que não queime e cozinhe no mesmo tempo do quiabo. Forre uma assadeira com papel manteiga, disponha os legumes fatiados, regue com azeite e salpique o tomilho, o sal e a pimenta.
Leve ao forno médio pré-aquecido e deixe por uns 20 minutos ou até menos. Fique de olho porque queima fácil! Se precisar diminua a temperatura do forno.




Fica assim depois de pronto! Bom com tudo, até puro! Acompanha bem um peixinho ou mesmo frango ensopado.





Comemos com peixe (tilápia) ao forno com crosta de pão e ervas, arroz integral e a saladinha chique da amiga Katia de nabo, cenoura e pesto de manjericão. Bom proveito!


sábado, 9 de junho de 2018

Chicória à Siciliana

Falou em alcaparra, azeitona, passas, pinole e pistache  falou Sicilia! Na falta do pinole e do pistache vai castanha de caju mesmo!


Ingredientes:

para a chicória:

  • 1 chicória
  • 1 colher de sopa de: alcaparras, azeitonas pretas e passas brancas
  • 1 cebola pequena
  • 1 dente de alho
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • salsa e manjericão a gosto
  • sal e pimenta a gosto
  • raspa e suco de limão a gosto

para a farofinha:

  • 1 dente de alho
  • 1 xícara de pão torrado 
  • 2 colheres de sopa de castanha de caju
  • meia xícara de salsa e manjericão
  • 3 colheres de sopa de azeite




Pique a cebola, o alho, a metade das alcaparras e das azeitonas, 1 colher de sopa de salsa e uma de manjericão. Isso vai refogado no azeite. O resto coloca depois.




A chicória estava enorme! Vai dar para umas 3 vezes! Lave bem em água corrente deixe secando um pouco e corte não muito fino.




Aqueça o azeite e coloque primeiro a cebola. Em seguida o alho e depois as ervas as alcaparras e as azeitonas.



Coloque a chicória em etapas: tampe, deixe murchar um pouco, misture e coloque outra leva até terminar. Pode colocar pimenta mas sal só no fim.




Coloque as passas de molho em água morna e deixe por 10 minutos, Escorra e acrescente à chicória no final.




Está pronta. Coloque o restante das alcaparras, das azeitonas (sem picar) as passas e as ervas picadas. Corrija o sal e regue com um fio de azeite. Bom pra acompanhar carnes, para comer no pão árabe, com macarrão e até puro! Coloque o limão na hora de comer.


Para acompanhar a massa com chicória fiz uma farofinha de pão com castanha de caju, alho e ervas.



Toste o pão e a castanha de caju. Deixe esfriar. Pique o alho e coloque no processador com o pão, as castanhas, com a salsinha (com talo e tudo!) e o manjericão. Acrescente 3 colheres de azeite e processe levemente.



Está pronta a farofinha que substitui o queijo ralado. Fica ótima sobre filés de peixe para assar no forno. Dura bastante em pote fechado e na geladeira.



Produto final, sem a farofinha...



... e com a farofinha!

Esta chicória contém os 5 sabores: amargo (chicória), salgado (alcaparras e azeitonas), doce (passas), picante (pimenta) e azedo (limão). É muito bom! Experimentem!


sábado, 28 de abril de 2018

Torta de Ricota com Cebola

É uma torta salgada feita com massa de pão sem fermento, típica da região italiana de Puglia, ao sul. Pode ser feita só com farinha branca ou usando uma parte de farinha integral ou outro tipo qualquer. Admite múltiplas variações de recheio, mas o de cebola é o tradicional.



Ingredientes:

para a massa:

  • 250 g de farinha
  • 150 ml de água morna
  • 50 ml de azeite de oliva
  • sal a gosto
para o recheio: 

  • 250 g de ricota
  • 2 ovos
  • meia xícara de queijo ralado
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 2 cebolas médias
  • ervas a gosto
  • sal e pimenta a gosto




Numa tigela, misture a(s) farinha(s) o azeite e adicione a água aos poucos. Coloque o sal e mexa até o ponto de incorporar bem todos os ingredientes.  Eu usei farinha integral e branca misturadas. Nada de sovar!



Com tudo misturado e ainda grudento, envolva com um plástico e leve à geladeira por no mínimo 3 horas. Pode até ficar de um dia para o outro.



Corte as cebolas em meias-luas e refogue no azeite até que amoleçam e fiquem levemente douradas, sem queimar. Corte tudo da mesma espessura para cozinharem por igual.



Do meio para o fim acrescente sal e pimenta. Deixe esfriar para poder misturar com os outros ingredientes do recheio.



Misture a ricota, os ovos, o queijo ralado e as ervas. Eu escolhi alecrim, tomilho e manjerona. Qualquer uma vai bem.



Em seguida adicione a cebola refogada, já em temperatura ambiente. Misture tudo e se não for montar a torta naquele momento, pode guardar tampado na geladeira até o dia seguinte. Corrija o sal, dependendo da ricota e do queijo que usar.



Para abrir a massa ainda gelada, coloque bastante farinha na bancada e use um rolo. Divida a massa em 2 partes e abra 2 círculos mais para finos.



Unte sua forma com azeite e acomode um dos círculos de massa. Coloque o recheio, espalhando bem.



Cubra  com o outro círculo, faça um acabamento unindo as bordas dos 2 círculos, pincele com azeite e faça alguns furos na massa para que o vapor possa sair durante o cozimento. Pré-aqueça o forno a 180 graus e deixe assando por 30 minutos. Se a massa dourar muito cedo, diminua um pouco e observe. Se sobrar massa, guarde e faça pão de frigideira. É só abrir a massa do tamanho da frigideira e dourar lentamente dos 2 lados. Ou pode fazer uma pizza!



Tire do forno e da forma e deixe esfriar um pouco antes de cortar. Nos dias seguintes pode aquecer por fatias quando quiser.



Com uma salada e um suco serve de almoço ou jantar. Sozinha é um bom lanche no meio da tarde.
Pode substituir parte da ricota por batata amassada e acrescentar verduras mistas escaldadas e picadas bem fino, espremendo bem a água. Pode ainda fazer só com queijos ou com presunto, salame ou frango desfiado. Varie o recheio e as ervas e terá sempre um prato novo.


domingo, 8 de outubro de 2017

Feijões Mistos à Italiana

Boa alternativa àquele feijão preto de todo dia. Escolha os feijões que mais gostar. Escolhi fava, feijão branco, feijão manteiga e grão de bico. Nada de panela de pressão! Cozinhe com calma e antecedência. Para os vegetarianos é só não colocar a linguiça. 
Dedico esta receita à minha amiga Stella Daudt.


Ingredientes:

  • 500 g de feijões variados
  • 3 colheres de sopa de lentilha vermelha pequena (opcional)
  • 100 g de linguiça ou bacon (opcional)
  • 3 batatas médias
  • 2 dentes de alho
  • 1 cebola média
  • 1/4 de pimentão vermelho
  • 1 cenoura pequena
  • 1 talo de aipo
  • 2 folhas de louro
  • 1 rodela de gengibre
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 2 colheres de sopa de extrato de tomate
  • 1/2 copo de vinho branco seco (opcional)
  • manjerona, alecrim, sálvia e tomilho (à escolher!)
  • sal e pimenta a gosto




Coloque os feijões de molho na noite anterior. Coloque separados caso precise cozinhar um mais que os outros. Eles dobram de tamanho! Use a água para regar suas plantas!




Escolhi o paio (linguiça portuguesa defumada) mas pode ser a linguiça de sua preferência ou bacon.
Corte as fatias da linguiça e pique os vegetais.




Comece com o azeite e a linguiça e deixe dourar. Retire a linguiça, deixe a gordura e refogue os legumes por uns 5 minutos.




Coloque os feijões mais duros e  mexa por uns 5 a 10 minutos. No meu caso, coloquei primeiro a fava e o feijão branco. Adicione os outros e misture.




Esta é a hora das ervas e do extrato de tomate. Usei manjerona, tomilho e alecrim. Não tinha sálvia, o que é uma pena! Só com sálvia e alecrim já fica uma delícia. Coloque o extrato de tomate e mexa bem. Pique as ervas e coloque só a metade. A pimenta pode ir agora, mas nada de sal ainda. Mexa bem e quando estiver secando coloque o vinho branco e deixe evaporar o álcool por 5 minutos.




As batatas e as lentilhas ajudam a engrossar o caldo. Coloque e mexa bem. Se não encontrar dessa lentilha vermelha pode usar da comum. Ela vai sumir de qualquer modo depois do longo cozimento.




Já ia me esquecendo do gengibre e do louro! Eles são essenciais para prevenir daqueles gases desagradáveis que os feijões provocam... Agora sim cubra de água quente  ou caldo  (de legumes ou galinha) e cozinhe por ao menos 2 horas em fogo baixo e meio tampado. Olhe de vez em quando pra ver se precisa de mais água. 




Depois de 1 hora coloque um pouco de sal. Ao final das 2 horas coloque o restante das ervas e a linguiça. Deixe apurar um pouco mais com a panela aberta. Acerte o sal e a pimenta.




Com arroz e alguns legumes fica ótimo! Basta um fio de azeite por cima. Pode congelar em porções se quiser. Com 500 g de feijões rende um panelão! Aproveite!


sábado, 26 de agosto de 2017

Bolo de Abobrinha

É um bolo doce! Fica macio, gostoso e verdinho por dentro. E ainda fácil de fazer! Foi uma colega da piscina que me deu esta receita. Encontrei com ela na feira comprando justamente as abobrinhas! Obrigada Marluce!


Ingredientes:

  • 2 xícaras de abobrinha ralada
  • 2 xícaras de açúcar
  • 2 ovos
  • 100 ml de azeite de oliva
  • 2 xícaras de farinha
  • 1/2 xícara de nozes picadas
  • 1/2 xícara de passas brancas reidratadas
  • 1 pitada de sal
  • 1 colher de café de bicarbonato de sódio
  • 1 colher de sobremesa de fermento para doce
  • raspa de meio limão
para a cobertura:

  • suco e raspa de meio limão
  • meia xícara de açúcar de confeiteiro 



Rale as abobrinhas no ralo grosso. Esprema o excesso de líquido e acrescente o açúcar. Mexa até o açúcar dissolver. Em seguida misture os ovos e o azeite. Se preferir pode usar azeite e manteiga derretida em partes iguais. Acho que fica melhor.



Reidrate as passas em água morna e quebre as nozes em tamanho menor. Antes de colocar as nozes e as passas na massa do bolo é preciso passá-las na farinha. Passe a farinha, o bicarbonato, o sal e o fermento por uma peneira e misture tudo à basa de abobrinha, açúcar, ovos e azeite  que já estava pronta. Se quiser pode substituir uma parte (1/3 ou 1/4) da farinha por amido de milho ou fécula de batata. Fica ainda mais leve.



Acrescente a raspa de meio limão, as nozes e as  passas enfarinhadas. Mexa delicadamente. Faça uma pasta com 1 colher de azeite, 1 colher de manteiga e 2 colheres de farinha e pincele a forma com ela. É uma ótima dica para untar formas e tabuleiros. Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus e deixe por 45 minutos. Retire e deixe esfriar antes de desenformar.



Para o glacê de limão, misture as raspas do limão com meia xícara de açúcar de confeiteiro e vá juntando o suco de limão até dar o ponto certo.



O bolo racha mesmo! Ele é muito macio. Deixe esfriar e cubra com o glacê de limão. Faz muito sucesso!



Veja como ficou bonito! Fiz para o meu aniversário e para o Dia dos Pais também. Bom apetite!



domingo, 7 de maio de 2017

Torta de Peixe com Batata e Abobrinha

É uma maneira diferente de comer o tradicional filé de peixe, principalmente se forem finos demais. Quando são muito finos, ficam ressecados rapidamente e precisam de uma cocção rápida e úmida. 


Ingredientes:

  • 1/2 Kg de filés de linguado
  • 1/2 Kg de batatas
  • 1 abobrinha grande (ou 2 pequenas)
  • 1 cebola média
  • 1/2 alho-poró
  • 1/2 xícara de farinha de rosca (pão tostado e ralado)
  • 1 colher de sopa de alcaparras
  • 1 colher de sopa de azeitonas pretas
  • ervas a gosto (tomilho, manjerona, manjericão, etc)
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva
  • 1 dente de alho pequeno
  • raspa de 1 limão
  • 2 colheres de sopa de vinho branco
  • sal e pimenta a gosto



Separe as batatas, a abobrinha, a cebola e o alho-poró. Descasque as batatas e corte em rodelas não muito finas; faça o mesmo com a abobrinha. corte a cebola e o alho-poró em rodelas ou meias luas.



Utilize uma panela de cozimento no vapor e comece com as batatas. Cozinhe por 10 minutos e acrescente a abobrinha, a cebola e o alho-poró. Deixe por mais 3 ou 4 minutos.



Comece a montagem do prato untando o fundo do pirex com azeite e cobrindo com uma camada de batatas. Regue com azeite, coloque sal e folhas de manjericão rasgadas na mão, pois assim elas não oxidam com facilidade.



Por cima das batatas, coloque cebola, alho-poró e em seguida uma camada de abobrinha. Sal, pimenta e mais ervas. Repita a operação até terminar com osvegetais.



Agora é a vez do peixe. Disponha os filés por cima dos legumes cobrindo por completo. Se for para o dia seguinte, tampe e guarde na geladeira neste momento. Se for para fazer na hora, pode colocar sal, pimenta e um fio de azeite por cima.



Separe os ingredientes da "farofinha": Farinha de rosca, alcaparras (lavadas e escorridas para retirar o excesso de sal), azeitonas, alho, limão e ervas. Pique bem as alcaparras, as azeitonas e as ervas. Rale o dente de alho e a casca do limão, evitando atingir a parte branca. Misture tudo na farinha de rosca e coloque 2 colheres de sopa de azeite e um pouco de pimenta. Cubra o peixe com a farofinha e pressione um pouco para que grude bem no peixe.  Coloque 2 colheres de vinho branco pelas bordas do pirex e leve ao forno médio pré-aquecido por 10 ou 15 minutos coberto com papel alumínio e outros 15 minutos descoberto para que a cobertura fique crocante. Se quiser usar o suco de limão, coloque depois de pronto e já no prato!



Basta uma saladinha e um pouco de arroz integral ou branco para acompanhar. Mude os legumes (cenoura, vagem, aspargos, etc) e as ervas e terá sempre um prato novo! Aprecie!